Blog Cipasa

Apresentação

Blog Cipasa
  • As vantagens e as desvantagens de morar no interior

    As vantagens e as desvantagens de morar no interior

    Não é exagero afirmar que boa parte dos moradores de cidades grandes almejam um pouco mais de sossego, longe da rotina acelerada, do trânsito caótico, dos espaços lotados e dos gastos envolvidos na manutenção da qualidade de vida. 

    Infelizmente, muitos dos que sonham com essa nova realidade de vida acabam não levando a ideia para frente, com receio das surpresas que podem surgir no caminho. Afinal, o processo de adaptação a um novo modo de vida, a novos locais, novas pessoas e uma nova ocupação pode exigir bastante de um indivíduo. 

    Entretanto, o receio de algo nunca deve ser motivo de desistência, até porque com todas as informações disponíveis no mundo, nada continua obscuro depois de alguns minutos de pesquisa. 

    Diante desse cenário, nós preparamos um artigo especial para aqueles que vez ou outra são surpreendidos pelo pensamento de deixar a cidade grande e ir viver no interior. Sendo assim, reunimos uma lista de vantagens e desvantagens relacionadas com a vida longe dos centros urbanos. 

    Obviamente, essa mudança e todas suas etapas dependem da realidade de cada grupo familiar, dos seus objetivos, sonhos e da adequação a essa nova realidade. Porém, esse material pode dar uma luz para as principais dúvidas que surgem quanto à possibilidade de viver no interior. 

    Ficou interessado? Então é só continuar a leitura!

    Vantagens de morar no interior


    1 – Deslocamento

    O trânsito mais tranquilo, aliado ao tamanho, provavelmente, reduzido da cidade, atuam juntos garantindo a diminuição do tempo necessário para deslocamento. Essa vantagem vem para diminuir o desgaste e o estresse comumente envolvidos no trânsito das grandes cidades. 

    Além disso, o próprio transporte público, caso bem coordenado, funciona de forma mais satisfatória nas cidades de pequeno porte, com viagens mais curtas e menos passageiros. 

    2 – Custo de vida

    Em cidades do interior o custo de vida, normalmente, é menor do que o de grandes centros urbanos. Os valores gastos na compra ou no aluguel de uma residência, assim como os valores despendidos na alimentação, manutenção residencial, educação e lazer, geralmente são menores.  

    3 – Qualidade de vida

    Em cidades do interior existe a maior oferta de áreas verdes, sejam elas parques, áreas de preservação ou florestas, capazes de proporcionar um ar mais limpo e espaço para atividades de lazer, desde piqueniques, passando por caminhadas até dias de leitura. 

    Indo mais além, a própria vivência em um espaço mais humanizado, com maior segurança, menos correria e menos barulho, já é a garantia de uma qualidade de vida maior para o seu grupo familiar. 

    4 – Menor índice de criminalidade

    O aumento da criminalidade é, infelizmente, uma realidade no cenário dos centros urbanos brasileiros. Porém, o crescimento da violência é menos acelerado no interior, justamente pela características desse espaço, como menor contingente populacional e menor acesso a drogas. 

    Dessa forma, o interior se mostra uma ótima localidade para formar família e garantir mais segurança nesses tempos tão difíceis. 

    5 – Oportunidades de trabalho

    A crença de que o interior não oferece oportunidades tão boas quanto as grandes cidades precisa ficar para trás! 

    Diversas empresas têm buscado por profissionais qualificados em qualquer localidade do país e com a popularização do home office e do sistema híbrido de trabalho, tem se tornado cada vez mais comum trabalhar em empresas de grande porte e com ótimas oportunidades, sem deixar de lado o conforto proporcionado pelo interior. 

    Desvantagens de morar no interior


    1 – Estradas precárias

    Infelizmente, as vias de acesso ao interior, que serão utilizadas pelos familiares durante visitas ou pelo próprio núcleo familiar quando surgir a necessidade de visitar a cidade grande, costumam sofrer com a falta de investimentos e raras manutenções.

    Esse cenário deixa as estradas em estado precário, tornando o caminho de ida e volta do interior uma verdadeira prova para o veículo e para a paciência do motorista e de seus passageiros. 

    2 – Tédio

    O interior oferece diversas opções de lazer que combinam com adultos mais caseiros, como restaurantes, parques e cinemas. Entretanto, para um jovem agitado, esse novo espaço pode representar um grande tédio, algo super indesejado nessa fase da vida e que pode vir a acarretar situações indesejadas. 

    3 – Falta de privacidade

    As relações nos grandes centros urbanos são marcadas pelas conversas rápidas e pelos acenos. Sem uma real dedicação é quase impossível cultivar uma boa amizade. No interior a situação é bem diferente. 

    As relações costumam ser cultivadas na base de muitas conversas, muitas trocas de histórias e informações. E isso não é necessariamente algo ruim. Porém, para muitos, principalmente aqueles que cresceram em cidades grandes, lidar com vizinhos conversadores e que estão sempre dispostos a fazer ou receber uma visita pode ser algo incômodo.

    Por esse motivo, a falta de privacidade, gerada pela proximidade dos vizinhos, pode se tornar um problema. 

    E aí, depois dessa lista ficou mais fácil tomar a decisão acerca da vida no interior? Nós esperamos que sim. 

    Não deixe de compartilhar esse artigo em suas redes sociais. Assim você garante que outras pessoas que têm as mesmas dúvidas que você, possam ser auxiliadas por esse conteúdo!

    Voltar

Postar comentário