Blog Cipasa

Apresentação

Blog Cipasa
  • Déficit habitacional no Brasil: como ele pode me ajudar?

    Déficit Habitacional

    Segundo um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) o déficit habitacional no Brasil chegou a 7,8 milhões de unidades (casas e apartamentos) em 2017.

    Alguns especialistas do mercado imobiliário também sinalizam para um êxodo urbano, o que tem impulsionado um segmento que não está sentindo os efeitos da crise econômica: o de loteamentos. 

    No período da pandemia (final de março até o início de julho), por exemplo, segundo estimativas do setor, houve um crescimento de até 200% nas vendas de lotes no país na comparação com o mesmo período do ano passado.

    Mas para entender de forma mais detalhada porque isso está acontecendo e como o déficit habitacional pode te ajudar na compra de um lote, basta continuar com a leitura do artigo até o final. 

    Entenda como a Taxa Selic de 2% pode te ajudar a comprar o seu imóvel.

    Vamos lá?

    Compra de terrenos e lotes: entenda como o conceito de “morar bem” está sendo atualizado com a pandemia de Covid-19

    Conheça os benefícios de viver em um loteamento fechado.

    Como foi falado no início do artigo, o déficit habitacional do País aumentou e isso, segundo muitos especialistas têm impulsionado um segmento que não está sentindo os efeitos da crise econômica: o de loteamentos. 

    Acontece que muitos investidores têm percebido recentemente que o conceito de “morar bem” está sendo atualizado com a pandemia de Covid-19. 

    O isolamento social, por exemplo, proporcionou para grande parte da população uma nova relação com o lar, em função do home office, que foi adotado por muitas empresas, ou pelas opções de lazer, que passaram a ser estritamente em casa. 

    Neste caso, a tendência que havia em reduzir o tamanho dos apartamentos e o foco nas áreas comuns foi invertida. 

    Morar agora em um espaço amplo, fora dos grandes centros, passou a ter muito mais valor.

    Economia pós-pandemia: maior probabilidade de um repasse mais forte para as taxas de crédito

    Entenda porque loteamentos são investimentos seguros.

    Quando há tanta gente ainda sem casa própria e caem as taxas de juros do financiamento, como vimos recentemente, o ritmo tende a ser de maior procura. 

    Além disso, outro ponto que não pode ser ignorado é que o preço dos imóveis tem ficado estagnado desde 2017, oscilando entre meses de leves altas e outros de quedas abaixo da inflação.

    Neste caso, enquanto a prometida retomada da construção civil e setor imobiliário não chega, as pessoas seguem procurando imóveis e pesquisando condições de pagamento, o que não significa necessariamente que vão fechar negócio agora.

    A plataforma que compara taxas de juros e condições do crédito imobiliário Melhortaxa registrou, por exemplo, aumento de 64,4% na busca por crédito imobiliário no país nos primeiros 5 meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2019.

    As taxas atuais já são as mais baixas vistas no mercado imobiliário, o que favoreceu o aumento da capacidade de compra dos tomadores, mesmo nesse ambiente de incerteza. 

    Além disso, na opinião da maioria dos especialistas, nos próximos meses, com a retomada da economia pós-pandemia, há maior probabilidade de um repasse mais forte para as taxas de crédito imobiliário.

    Loteamentos: por que comprar um lote é considerado um ótimo investimento

    Entenda a diferença entre loteamento fechado e condomínio fechado.

    Se você mora de aluguel ou busca uma incrível oportunidade de investimento, certamente já pensou em comprar um lote para construir em um bairro planejado. Não é mesmo?

    E não poderia ser diferente, pois comprar um lote é sempre uma ótima oportunidade de negócios e traz uma série de benefícios e vantagens como: promove a valorização, traz mais economia, possibilita a personalização ao investir em um lote para construir e, além disso, tem baixo custo de manutenção.

    Na compra do loteamento, o acesso ao crédito também é menos burocrático, com juros que variam entre 0,5% e 0,8% ao mês. 

    Em geral, o número de parcelas para a aquisição do terreno novo é em média de 120 meses.

    E como foi falado durante o artigo, a tendência que havia em reduzir o tamanho dos apartamentos, e o foco nas áreas comuns foi invertida. 

    Morar agora em um espaço amplo, fora dos grandes centros, passou a ter muito mais valor.

    Tal investimento se torna ainda mais interessante quando você pode contar com a ajuda de empresas renomadas no mercado, como é o caso da Cipasa. 

    Com 29 anos de história, a Cipasa Urbanismo está presente em 21 estados do Brasil e conta com um portfólio de mais de 190 projetos.

    A Cipasa vende lotes, e alguns deles são loteamentos fechados. 

    Preparado para realizar um ótimo negócio e mudar de vida?

    Aguardamos o seu contato!

    Aproveite, curta e compartilhe a sua opinião conosco! 

    Dúvidas, críticas ou elogios deixem nos comentários. 

    Até a próxima! 

    Voltar

Postar comentário