Blog Cipasa

Apresentação

Blog Cipasa
  • 6 Dicas de Iluminação Sustentável Para Apartamentos

    dicas de iluminação sustentável para apartamentos

    Investir em uma boa iluminação para o apartamento não é apenas uma questão estética, e sim, uma garantia de eficiência e conforto visual para aqueles que estão no ambiente. Mais do que isso, o bom planejamento proporciona menos gasto energético e mais sustentabilidade. 

    Mas o que a iluminação de um apartamento e a sustentabilidade tem haver? Em resumo, a iluminação sustentável, também chamada de iluminação verde, é uma busca por facilitar o dia a dia, poupar gastos desnecessários e descobrir novas formas de consumo de energia.

    A iluminação sustentável tem como principal objetivo adaptar o uso inconsciente de luz, ou seja, optar pelo uso inteligente da luz. Pois a redução do consumo de energia elétrica reduz o impacto ambiental. Isso com a nossa ação diária e as estratégias certas.

    Sobretudo, a energia limpa é uma das questões mais importantes do tempo em que vivemos, vide os problemas com a degradação da natureza, acúmulo de lixo e o desmatamento desenfreado. Energia sustentável não é capricho, é essencial nos dias de hoje.

    Iluminação sustentável para apartamentos


    Dito isso, existem vários elementos que podem contribuir para uma iluminação sustentável para apartamentos. Quais são os principais? Reunimos eles para você!

    1 – Lâmpadas de LED

    As lâmpadas comuns, as famosas lâmpadas incandescentes, não são nada econômicas, e por isso o seu uso já está obsoleto. A melhor opção, principalmente para apartamentos, é o uso de lâmpadas  Light Emitting Diode, ou simplesmente LED. 

    O preço de uma lâmpada LED é superior ao das demais, apesar disso o seu uso é muito mais econômico. Em resumo, ela pode economizar até 85% a mais do que uma lâmpada normal, gerando um consumo energético menor a longo prazo. Ela também tem uma vida útil maior. 

    Você achou pouco? Então existem mais benefícios ao meio ambiente no uso de lâmpadas LED, como:

      • Não possuem mercúrio;
      • Não emitem raios UV;
      • Não emitem raios infravermelhos;
      • Tem maior vida útil que lâmpada comum, logo ajuda a reduzir o descarte de lixo;
      • Reduzem o consumo de energia em até 80%.

      2 – Iluminação natural

      Talvez você não saiba, mas o uso de luz elétrica dentro de um apartamento representa cerca de 10 a 15% da conta de energia elétrica no final do mês. Por isso, é preciso dar um desconto para as luzes do seu apartamento, deixando-as trabalhar menos. 

      Durante o dia, evite usar a luz artificial. Aposte na iluminação natural o máximo de tempo que você conseguir. Para aproveitar a iluminação natural você pode abrir as cortinas, janelas e portas. E de noite, não esqueça de desligar as luzes dos cômodos que não estão sendo utilizados. 

      Apesar de parecer óbvio, muitas pessoas se esquecem de apagar as luzes quando não estão nos cômodos. Acredite ou não, esse pequeno gesto pode representar muito para o meio ambiente e para sua conta de luz no final do mês. Apague a luz!

      3 – Cores claras

      Durante o dia em um apartamento, você deveria apostar em deixar as luzes desligadas e as janelas abertas. Para que o ambiente se torne maior do que é visualmente, além de melhor iluminado, que tal investir em cores claras? Pinte as paredes com cores claras. 

      Parece inusitado, mas a necessidade de luz artificial é diminuída ao usar tons mais claros nos espaços internos já que os raios solares se refletem melhor no ambiente. Além disso, entre as tonalidades claras, as melhores opções são: 

        • Branco;
        • Amarelo-claro;
        • Bege;
        • Pérola;
        • Marfim;
        • Azul-claro;
        • Salmão.

        4 – Controles de luz

        Nem sempre dá para ficar com as luzes artificiais desligadas, não é mesmo? Nesse caso, controle a quantidade de luminosidade emitida por suas lâmpadas. Com essa pequena ação, o consumo de energia elétrica na iluminação do seu apartamento pode ficar em até 25%.

        Para auxiliar nesse processo, você pode usar equipamentos auxiliares como dimmers. Se não quiser mexer com a parte elétrica de sua residência, use lâmpadas com sensor de movimento. Nesse caso, quando não tiver ninguém no local, as luzes se apagam. 

        5 – Painel solar

        Dependendo do prédio onde o seu apartamento se encontra, uma possibilidade é a energia solar. Se o apartamento possui uma boa incidência solar, considere a possibilidade de instalar painéis solares e garanta o seu próprio reservatório de energia.

        No início é preciso um investimento financeiro para pagar todos os equipamentos necessários, mas a longo prazo é gerada uma grande economia de energia e financeira. Essa opção é uma das melhores quando o assunto é iluminação sustentável. 

        6 – Downlights

        Para ter mais de um ambiente em um mesmo cômodo do seu apartamento, de forma sustentável, aposte em um lustre como iluminação principal. Nos cantinhos, a aposta é nas downlights, que possuem baixo consumo e são auxiliares no apartamento. 

        Além disso,  não são apenas as downlights que podem criar ambientes diferentes. Dá para apostar nas iluminações específicas que atendam suas necessidades, como arandelas próximas a cama para leitura durante a noite e luz isolada para banheiro.

    Voltar

Postar comentário