Blog Cipasa

Apresentação

Blog Cipasa
  • O que você precisa saber sobre o Coronavírus (COVID-19)?

    Vivemos em um tempo de incerteza e quanto mais informação, melhor! Por isso viemos aqui responder os principais questionamentos relacionados ao Coronavírus e, assim, te explicar melhor como pequenas atitudes contribuem para o bem-estar social.

     

    1- O que é o Coronavírus (COVID-19):

    Coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

    Os primeiros registros humanos ocorreram em 1937, entretanto somente em 1965 que este vírus foi denominado como coronavírus.

     

    2-  Onde ele surgiu?

    A OMS (Organização Mundial da Saúde) emitiu o 

    primeiro alerta para a doença em 31 de dezembro de 2019, depois que autoridades chinesas notificaram casos de uma misteriosa pneumonia na cidade de Wuhan, metrópole chinesa com 11 milhões de habitantes, sétima maior cidade da China e a número 42 do mundo.

    O surto inicial atingiu pessoas que tiveram alguma associação a um mercado de frutos do mar em Wuhan – o que despertou a suspeita de que a transmissão desta variação de coronavírus ocorreu entre animais marinhos e humanos. O mercado foi fechado para limpeza e desinfecção. Posteriormente cientistas descartaram essa hipótese. Sendo assim, não se sabe exatamente a origem desta pandemia.

     

    3- Quais são os sintomas?

    A doença gerada pelo COVID-19 é similar a uma gripe

    Os sintomas mais comuns são: 

    • Febre; 
    • Tosse;
    • Dificuldade de respirar. 

    Alguns pacientes podem apresentar:

    • Cansaço; 
    • Dores no corpo;
    • Mal estar em geral;
    • Congestão nasal;
    • Corrimento nasal;
    • Dor de garganta;
    • Dor no peito.

    Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas não apresentam sintomas ou apresentam sintomas leves.

     

    4- Qual é a diferença entre gripe comum, COVID-19 e alergia?

    • COVID – 19: Fadiga, tosse seca, dificuldade de respirar e febre.
    • Gripe: Febre repentina, tosse, dor de garganta, coriza, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações.
    • Alergia: Coriza ou nariz  entupido, tosse, espirros, olhos vermelhos e/ou lacrimejando.

     

    5- Quando devo ir ao médico

    O recomendado é ficar em ISOLAMENTO e ir ao médico apenas quando surgirem sintomas respiratórios.

     

    6- Como funciona o exame? 

    Os exames só podem ser feitos com pedido médico, mesmo nas redes particulares. Especialistas recomendam que o teste seja feito apenas por pacientes com alterações respiratórias severas, para que não haja sobrecarga da rede de saúde.

     

    7- Onde fazer o exame?

    O Ministério da Saúde disponibilizou nos últimos dias o aplicativo “Coronavírus S.U.S.” em que cada pessoa pode fazer a sua própria triagem de maneira virtual e também encontrar as unidades de saúde mais próximas da sua casa. O próprio app recomenda à população quando é necessário se deslocar até uma unidade de saúde.

     

    O download desse app é GRATUITO e pode ser feito para Android ou iOS.

    8- Compare o coronavírus com outras doenças.

    Apesar do número alto de contaminados e da velocidade com a qual tem atingido mais países a cada dia, o que obrigou a OMS declarar uma pandemia, a doença tem nível de contágio considerado moderado e baixa letalidade.

    Uma pandemia é uma epidemia de uma doença infecciosa que se espalha entre a população localizado em uma grande região geográfica.

    Ainda assim, a preocupação para  conter a disseminação é justificável. Mesmo com taxa de letalidade baixa, o vírus é facilmente transmissível e desconhecido.

    • Coronavírus: O grau de contágio é considerado 2 e 3 – moderado
    • Sarampo: Tem nível de contágio entre 12 e 18 – muito alto

    Grau de letalidade

    • Coronavírus: 3,4%
    • Dengue: 3,8%
    • Gripe: 0,2%


    9- Quanto tempo o vírus sobrevive no corpo humano?

    De acordo com um estudo publicado pelo The Lancet, uma análise foi realizada em 191 pacientes internados em dois hospitais em Wuhan, China (epicentro da doença), concluiu que o COVID-19 sobrevive em média 20 dias no organismo. Em casos de infecção mais longos, o vírus apresenta uma resistência de 37 dias e mais curto 14 dias. 

     

    10- Qual é a forma de tratamento recomendada? 

    Até o momento não existe nenhuma vacina disponível contra o COVID-19. Existe tratamento disponível, que evita o agravamento e o desconforto da doença. No entanto não existe nenhum medicamento específico para eliminar o coronavírus. A grande maioria dos casos são  AUTO ELIMINADOS, ou seja curados espontaneamente. Segundo a Organização Mundial (OMS), cerca de 80% dos casos são leves. 

     

    11- Tem sequelas?

    Em Hong Kong, na China, 12 pacientes que tinham contraído o vírus já foram classificados como curados. Sendo assim, a Autoridade Hospitalar de Hong Kong estudou seu organismo após a saída do COVID-19 e percebeu que, para alguns dos pacientes, houve alteração na capacidade dos pulmões. 

     

    Esse é um momento para todos termos empatia e pensar no próximo, para assim evitarmos a nossa contaminação.

     

    Portanto não se esqueça:

    • Lave sempre as mãos com água e sabão;
    • Higienize as mãos e braços com álcool em gel;
    • Evite aglomerações;
    • Evite contato com pessoas infectadas.
    Voltar

Postar comentário